carta
  • hpb Hospital de Praia Brava
  • cmm Centro Médico de Mambucaba
  • amir Ambulatório Médico de Itaorna
  • cmri Centro Médico das Radiações Ionizantes
  • cira Centro de Informações sobre Radioepidemiologia
  • cmpm Centro Médico do Parque Mambucaba
example Banner

Notícias

voltar a notícias

Campanha de sepse começa a acontecer no HPB assim que o CTI for inaugurado

15 de Agosto de 2012/HPB

Tendo em vista a iminente inauguração do CTI do Hospital de Praia Brava, a sua coordenadora, Dra. Viviane Bogado, vem preparando uma campanha que será lançada no HPB logo que o CTI estiver em funcionamento. A campanha terá os mesmos moldes da internacional Surviving Sepsis Campaign, que tem por objetivo principal diminuir em todo o mundo a mortalidade ocasionada pela sepse, que é a infecção generalizada.

Segundo Dra. Viviane, que participou no início de 2012 de uma mesa-redonda em São Paulo durante o Nono Fórum Internacional de Sepse, essa preocupação com a identificação precoce e, por conseguinte, o tratamento imediato quando se detecta a possibilidade de septsemia em um paciente no HPB já acontece, uma vez que o hospital tem uma UI com oito leitos. “Nossa equipe tem estado atenta a essa questão, tanto que o índice de mortes aqui no HPB por sepse é bem menor do que a média nacional, que é de 65%. Nosso objetivo é manter em nosso hospital a menor média mundial registrada na Austrália, que é de 25%”, frisou.

Uma campanha que atingirá toda a equipe

Viviane Bogado destacou também que todos os médicos, enfermeiros, técnicos e laboratoristas terão que estar atentos à campanha, porque a ação de cada um desses profissionais é determinante na hora de identificar e controlar uma infecção generalizada. “Por isso, devemos estar, mais do que nunca, convictos dos procedimentos, porque é isso que vai determinar o nosso sucesso na hora de tratar um paciente que chegue ao HPB com um quadro de sepse” alertou a médica.

Especialista na área, Dra. Viviane publicou recentemente um estudo científico no volume VII do livro “Atualização em Medicina Intensiva”. Em seu capítulo denominado “Corticosteroides no Tratamento da Sepse Grave e Choque Séptico em Adultos: Revisão Sistemática”, ela alerta para a revisão sistemática das diretrizes para o tratamento da sepse que devem acontecer a cada quatro anos. É com este olhar de pesquisadora especialista no tema que Dra. Viviane Bogado vai coordenar e implementar a campanha de sepse do Hospital de Praia Brava.

Notícias mais lidasnotícias mais lidas


21 de Julho de 2017/HPB

No dia 31 de maio, aconteceu a cerimônia de posse do novo Diretor Técnico da Feam, Dr. Adilson Bernardo. Na Ocasião, estiveram p...


Emergência Referenciada 25 de Julho de 2017/HPB

Marcação de Consultas Marcação de Consultas Fale Conosco Fale Conosco