carta
  • hpb Hospital de Praia Brava
  • cmm Centro Médico de Mambucaba
  • amir Ambulatório Médico de Itaorna
  • cmri Centro Médico das Radiações Ionizantes
example Banner

Notícias

voltar a notícias

27/09: Dia Nacional da Doação de Órgãos

27 de Setembro de 2021/HPB

Pensar no próximo quando se perde um ente querido é um ato de amor. A sensibilidade pela dor alheia num momento tão delicado é fruto de compaixão e entendimento: muitas vidas podem ser salvas pela decisão de permitir a doação de órgãos. A atuação da equipe multidisciplinar na detecção e manejo dos pacientes que apresentam quadro clínico sugestivo de morte encefálica, assim como acolhimento à família de forma humanizada, é fundamental para o sucesso de toda a operação.

 

No Hospital de Praia Brava, a equipe assistencial da Feam e a família de um paciente que apresentou o quadro de morte encefálica no último dia 12 estiveram juntas no processo de doação de órgãos. Os parentes se solidarizaram com o trabalho feito pelo Programa Estadual de Transplantes do Rio de Janeiro (PET) e pela Organização de Procura de Órgãos de Barra Mansa (OPO), e oportunizaram a doação aos colaboradores das entidades presentes no momento da cirurgia, realizada dia 14.

 

O enfermeiro da OPO de Barra Mansa, Robson Ferreira, ressalta que as equipes que atuam na captação de órgãos buscam conscientizar os profissionais de saúde e familiares sobre a importância da doação e a condução adequada de todo esse processo.  “Um órgão pode salvar a vida de mais de uma pessoa, como o fígado e o rim. Temos que desmistificar esse tabu que se relaciona à morte encefálica. Se todos se solidarizarem, criaremos uma corrente do bem que pode atenuar o sofrimento de várias famílias”, destaca o enfermeiro.

 

A família é prioridade

 

A enfermeira-chefe do CTI, Mariana Farias, revela que a família, muitas vezes, fica dividida quanto à doação justamente por acreditar que o quadro pode ser reversível pela boa condição dos órgãos e o batimento do coração. “Nosso papel é buscar o diagnóstico da morte encefálica. Para tanto, são feitos 2 exames clínicos por 2 médicos diferentes e um método gráfico. A família é acolhida durante todo esse processo, desde o início da suspeita do quadro de morte encefálica”, reforça Mariana.

 

O diretor técnico da Feam, Adilson Bernardo, destaca que o Hospital de Praia Brava (HPB) faz parte do grupo de hospitais que participam da rede para coleta de órgãos e, por isso, a equipe assistencial é treinada para manter todos os pacientes com esse quadro em condições para eventual doação, caso a família queira. “Nosso cuidado é, em primeiro lugar, com a dor das famílias. Depois, temos que ter o cuidado com a preservação dos órgãos, para que seja possível salvar vidas”, afirma Adilson.

 

Notícias mais lidasnotícias mais lidas


17 de novembro - Dia Mundial de Prevenção ao Câncer de Próstata 17 de Novembro de 2021/HPB

A Feam abraça essa causa e reforça que o cuidado com a saúde tem que ser prioridade. Os homens, principalmente após os 4...


Intensificador de última geração chega em dezembro 22 de Novembro de 2021/HPB

No mês de dezembro, chegará ao Hospital de Praia Brava um novo aparelho para o centro cirúrgico. Trata-se de um intensificador d...


Hospital de Praia Brava libera visitação diária em todos os setores; na UTI, já começou hoje (29/11) 29 de Novembro de 2021/HPB

A partir da próxima quarta-feira (01/12), os pacientes internados em todos os setores do Hospital de Praia Brava poderão receber duas ...

Marcação de Consultas Marcação de Consultas Fale Conosco Fale Conosco